[Série boas práticas] 3 ferramentas de SEO na produção de releases – e mais algumas dicas!

seo na produção de releases

Precisamos falar de SEO na produção de releases. Já é imprescindível que profissionais de imprensa, assessores, repórteres ou editores, levem em consideração as ferramentas de busca e o compartilhamento de notícias na hora de finalizar seus textos e realizar sugestões de pauta. Afinal, é através desses mecanismos que será possível medir a popularidade de uma notícia, a quantidade de visualizações e até qual fatia demográfica preferiu ler aquele material.

O Search Engine Optimization (SEO), ou Otimização para Mecanismos de Busca, não é exatamente uma ferramenta, mas uma metodologia utilizada para fazer com que todas essas métricas sejam possíveis de serem quantificadas e qualificadas. E já é possível se utilizar do SEO na produção de releases.

Entenda o que é SEO

SEO se refere a fazer com que páginas, textos e outros tipos de conteúdos, como imagens, sejam encontrados mais facilmente pelo usuário que está buscando informações em ferramentas como Google, Bing e Yahoo. Por ser o principal mecanismo, vamos tratar nesse post principalmente das regras de SEO para o Google.

O Google avalia diversos itens no momento de criar o ranking de resultados em uma página, sendo que o histórico de busca, palavra-chave pesquisada e região são os itens mais comuns a serem considerados.

Outros fatores são mais técnicos: número de palavras no título, na meta-description (microtexto apresentado embaixo do link principal no ranking do Google), se a página tem imagem e qual o seu tamanho, densidade da palavra-chave etc. É muita coisa a ser pensada, mas levar em conta alguns desses fatores de SEO pode te ajudar na hora de vender uma pauta.

Ferramentas úteis de SEO na produção de releases

Existem ferramentas úteis que podem simplificar a vida do jornalista. Veja algumas abaixo:

1. Keyword Planner

Essa ferramenta do Google que está atrelada ao Google Ads vai te ajudar a avaliar a frequência de pesquisa, a concorrência e o valor de um termo.

Com ele, você pode mapear as palavras-chave mais interessantes para o seu cliente e montar releases utilizando cada uma. Se existe uma palavra-chave que determina o segmento do cliente, é importante usar no release para direcionar também o uso pelo repórter.

2. MozBar

Considerada uma das ferramentas mais fáceis de ser utilizada, é uma barra de ferramenta gratuita que mede o nível de relevância de uma página, faz análise de palavra-chave e permite realizar buscas personalizadas por região. A desvantagem é que o usuário deverá ter um conhecimento básico em inglês.

3. Google Trends

O Google Trends permite que você identifique termos e assuntos que estão em alta nas pesquisa do Google, ou trending. Essa ferramenta pode te ajudar a criar sugestões mais certeiras para o que interessará o público dos portais de notícias onde você quer emplacar.

Técnicas de SEO na produção de releases

Conheça algumas técnicas que podem te ajudar na otimização do material de divulgação. Veja algumas dicas abaixo!

1. Uso de palavra-chave

Como falamos no começo desse post, o uso de palavras-chave é uma boa forma de atrair a atenção do repórter, fazer o seu texto ou pauta mais fácil de ser encontrado pelo leitor e tornar o seu cliente relevante naquele termo. Faça uma boa pesquisa em ferramentas como Moz e Keyword Planner e um mapeamento dos principais termos.

2. Atenção ao título

O título deve conter a palavra-chave, explicar o que o seu texto dirá ou indicar uma pergunta que será respondida. O Google atualmente considera 63 caracteres o tamanho ideal de título. Cuidado também com a prática do clickbait, que consiste em criar um título extremamente atrativo mas não necessariamente correto, com o único intuito de chamar cada vez mais leitores. Essa estratégia pode acabar os afastando.

3. Imagens valem muito

O algoritmo de ranqueamento de mecanismos de busca leva bastante em consideração a imagem: uso da palavra-chave no nome, tamanho, posição no texto, tudo isso conta. Por isso, tente sempre ter uma imagem atrelada ao seu texto!

4. Uso de link

Procure links relevantes que vão agregar o seu release. Se o seu cliente tiver um blog, pode ser uma boa ideia basear releases nas informações do post. Se um veículo relevante acabar publicando o seu release na íntegra e ele tiver link redirecionando para o blog ou site do assessorado, pode trazer um novo fluxo de visitas e melhorar alguns indicadores de ranqueamento do blog, como relevância da página.

Pensar em SEO na produção de releases ou reportagens ainda não é uma preocupação para muitos jornalistas, mas essa tendência está cada vez mais presente em redações e agências. Comece a se familiarizar com as regras e ferramentas e fique de olho nas atualizações, pois elas acontecem regularmente!

Você já utiliza ferramentas de SEO na produção de releases? Diga o que achou nos comentários!

Conheça 12 ferramentas incríveis para produção de conteúdo digital que otimizam sua rotina