Análise de redes sociais: 7 coisas que você deve prestar atenção

análise de redes sociais

A análise de redes sociais é uma estratégia alinhada ao cuidado com a imagem de marcas e de figuras públicas no meio digital. A partir dos passos guiados por dados e informações, conseguimos conter crises, encontrar oportunidades e manter o público engajado.

No entanto, por mais que muitos profissionais ainda confundam, análise de redes sociais é diferente de gestão.

Por isso, criamos este post para te perguntar: você analisa ou gerencia as redes sociais de seu cliente de comunicação?

7 dicas importantes sobre análise de redes sociais

Antes de qualquer coisa, compreenda que análise de redes sociais  e gestão são estratégias diferentes, mas que são dois lados da mesma moeda.

Afinal, uma não existe sem a outra.

O grande ponto é que a gestão de redes sociais é o ato de “colocar a mão na massa”, produzir conteúdo, divulgar Stories, aproveitar memes e interagir com o público.

Ou seja, é a parte que muitos profissionais de comunicação colocam forças.

Por sua vez, a análise de redes sociais é a parte mais estratégica da moeda. É aqui que monitoramos e entendemos o posicionamento de uma marca nas plataformas sociais.

É aqui que também entendemos como o público enxerga as marcas e quais são as menções que podemos encontrar sobre a empresa nas mídias sociais.

Dessa forma, a análise nos dá uma base sólida para que possamos gerenciar redes sociais de forma efetiva.

Assim, selecionamos 7 coisas sobre análise de redes sociais que você não pode esquecer para ter sucesso na comunicação digital.

1. Monitore todas as redes sociais

Uma boa análise de mídias sociais depende de uma estratégia de monitoramento efetiva.

Afinal, é a partir do monitoramento que conseguimos entender como o público enxerga a marca dos nossos clientes, como a concorrência se posiciona e quais são as tendências de comportamento do consumidor no meio digital.

Assim, é importante monitorar todas as redes sociais, inclusive as que a sua marca não tem conta.

Dessa forma, mapeie palavras-chave e hashtags estratégicas para acompanhar no Twitter, no Instagram, no Facebook e no Youtube.

Essas palavras-chave vão te ajudar a garimpar menções relevantes em todas as redes sociais.

E isso vai te ajudar a conquistar um olhar 360 graus sobre todos os pontos importantes para garantir um melhor posicionamento para a marca de seu cliente de comunicação.

Então, para resumir, antes de querer fazer análise de redes sociais, construa uma estratégia de monitoramento completa, que englobe as principais plataformas sociais utilizadas pelo público de seu cliente.

2. Use uma ferramenta para monitoramento

Segunda dica para fazer uma boa análise de redes sociais: use uma ferramenta de monitoramento como o Knewin Social.

E isso se justifica porque temos muitos canais sociais para ficar de olho no meio digital.

Afinal, não esqueça o que comentamos na dica anterior. É necessário monitorar todas as plataformas de redes sociais, inclusive as que a marca de seu cliente não tem conta.

Então, como ficar atento a todas as menções relevantes se são muitos canais sociais e se são diversas publicações a todo momento?

Bem, a resposta está na tecnologia.

O uso de uma ferramenta de monitoramento garante a automação da análise de mídias sociais.

A partir do uso de palavras-chave, você consegue monitorar todas as plataformas. E o melhor: sem complicação e sem estresse no meio da noite.

Ferramentas como o Knewin Social automatizam o monitoramento e capturam todas as menções que tiverem uma determinada palavra-chave.

Além disso, facilitam o processo de análise de sentimento e agilizam a criação de relatórios sobre as redes sociais.

Se você ficou com vontade de conhecer uma ferramenta de monitoramento, por que não solicita uma demonstração gratuita no Knewin Social? É só clicar aqui.

3. Faça análise de sentimento

Terceira dica que você não pode esquecer sobre monitoramento de redes sociais: faça análise de sentimento.

A análise de sentimento é uma ferramenta essencial para o cuidado com reputação de marcas no meio digital.

De estrutura simples, ela permite a categorização das menções em neutro, negativo e positivo.

Com isso, conseguimos inserir uma métrica qualitativa em nossa análise de redes sociais.

A partir de um olhar cuidadoso, podemos identificar quais menções impactam a marca de forma positiva ou negativa.

Dessa forma, é possível criar um radar de prioridades e construir um plano de ação de contingência.

Para as menções negativas, temos de pensar em ações que revertam o cenário crítico.

Para os comentários positivos, temos de avaliar ações que nos ajudem a aproveitar a oportunidade.

Para resumir, a análise de sentimento funciona como um termômetro para avaliar a imagem das empresas no meio digital e o planejamento de comunicação que você executou.

Se você quiser se aprofundar no assunto, temos um e-book sobre análise de sentimento. É só clicar aqui.

4. Fique de olho na concorrência

Mais um ponto importante para uma boa análise de mídias sociais: acompanhamento das ações da concorrência.

Monitorar a concorrência é uma estratégia conhecida no meio corporativo e que garante mais competitividade às empresas.

Afinal, mantenha os aliados por perto, mas acompanhe os concorrentes de mais perto ainda, certo?

Bem, o monitoramento da concorrência também é algo que pode ser inserido no planejamento de comunicação e na análise de redes sociais.

Acompanhar de perto palavras-chave relacionadas às outras empresas e avaliar o desempenho de outras marcas nos canais sociais são coisas essenciais.

A partir desse olhar cuidadoso, podemos obter informações valiosas para aprimorar nosso planejamento de comunicação e para identificar necessidades do mercado e ameaças.

E tudo isso é importante para tomarmos decisões cada vez mais precisas, impactando positivamente o relacionamento que temos com os nossos públicos.

Portanto, se você ainda não monitorava as redes sociais dos concorrentes de seu cliente de comunicação, é hora de começar a fazer isso.

5. Monitore campanhas e lançamentos de produtos

Uma estratégia conhecida na gestão de marcas é o lançamento de campanhas pontuais (dia dos namorados, por exemplo) e de novos produtos.

Se no cenário da comunicação tradicional isso era feito a partir da veiculação em revistas, impresso e TV, hoje o jogo não funciona mais assim.

É a partir das redes sociais que divulgamos campanhas e lançamos novos produtos no mercado.

Então, a análise de ROI e de impacto dessas ações precisa fazer parte do monitoramento de redes sociais, certo?

Assim, se você quiser fazer uma boa análise de redes sociais, monitore ações pontuais e fique de olho no impacto das campanhas e na receptividade dos novos produtos que a marca divulgou.

Para isso, use palavras-chave relacionadas a esses pontos e sempre invista em hashtags específicas para a sua marca. Dessa maneira, vai ser mais fácil avaliar os resultados efetivos das ações de comunicação.

6. Previna crises e identifique informações falsas

Sexto ponto relevante sobre análise de redes sociais: a possibilidade de prever e de conter crises, bem como de identificar informações falsas.

O monitoramento de redes sociais te ajuda a identificar gatilhos de crise com antecedência. Afinal, é possível detectar situações negativas e consumidores insatisfeitos antes da turbulência se instalar.

Assim, você consegue colocar em ação um bom SAC 2.0, com o objetivo de conter e de contornar situações em que o público não está muito feliz com a sua marca.

Da mesma forma, é possível identificar menções que divulgam boatos sobre a sua empresa ou sobre o seu cliente de comunicação.

Afinal, a análise de mídias sociais te ajuda a detectar tudo o que falam sobre você, independentemente da plataforma social.

Ao detectar menções falsas, é possível agir com rapidez e desmistificar o fato, esclarecendo as informações para o seu público.

7. Crie relatórios da análise de redes sociais

Nossa última dica sobre análise de redes sociais tem relação com os relatórios.

Às vezes, ficamos tão focados no monitoramento e nas ações pontuais que esquecemos da importância dos relatórios.

Os documentos analíticos nos ajudam a agrupar todas as informações relevantes sobre a análise que fizemos nas plataformas sociais.

Métricas como alcance, engajamento e impacto são exemplos de pontos que podem fazer parte do relatório de monitoramento.

Além disso, é possível incluir as menções mais negativas e mais positivas de um determinado período.

E você também pode usar os relatórios para avaliar impactos de crises e repercussão de novos produtos.

Em outras palavras, os relatórios são ótimas ferramentas para mostrarmos, de forma visual e palpável, qual é o real impacto do trabalho da comunicação digital.

Por fim, para se aprofundar no assunto, sugerimos o download do nosso e-book sobre monitoramento de redes sociais. Para baixar o conteúdo, é só clicar aqui.