Estratégia de assessoria: o clipping na assessoria de imprensa

estratégia de assessoria

Clipagem é uma estratégia de assessoria difícil de alcançar e dimensionar para o cliente. É através dela que, muitas vezes, o seu trabalho será avaliado. Mas saiba que o clipping pode ser mais do que um relatório de esforços.

Seja em trabalhos freelancer ou no caso de uma atuação contínua em alguma empresa ou agência, a clipagem pode ser uma poderosa aliada na montagem de estratégia de assessoria de imprensa. Ele te permite ir muito além de onde o seu cliente está saindo e nós vamos te mostrar como.

Utilidades da clipagem como estratégia de assessoria

A clipagem já foi além da simples documentação de emplacadas. Hoje, muitas assessorias e seus profissionais estão usando essa ferramenta como uma forma de pesquisa qualitativa para guiar atividades futuras. Veja abaixo algumas da utilidades da clipagem como estratégia de assessoria.

1. Monitoramento de veículos

Emplacar em veículos específicos e relevantes está cada vez mais difícil. Afinal, há número reduzido de repórteres em redações de jornais e revistas,  que não têm tempo de se dedicar a pautas importantes e que requerem maior tempo de apuração ou porque não conseguem atender ao grande volume de sugestões de assessores.

Nesse caso, é possível criar uma estratégia de assessoria com base em clipagem: veja o que os repórteres estão trabalhando, ou o que está sendo tratado nas editorias que você quer emplacar, e crie sugestões de pautas concisas, consistentes e direcionadas.

Monitorar veículos ainda vai te ajudar a evitar esforços inúteis. Se um assunto semelhante foi abordado no veículo, mas com outra fonte, talvez seja melhor redirecionar e apostar em outro canal.

2. Monitoramento de assuntos

Assim como você pode monitorar veículos, também pode monitorar assuntos específicos e relevantes para seu cliente. Essa estratégia de assessoria vai além da clipagem: trata de acompanhar assuntos, cenários e até fontes para tentar fazer sugestões mais assertivas.

Ao monitorar assuntos, você também pode pensar formas diferentes de abordar um tema já batido na mídia. Em vez de criar uma sugestão de pauta para impresso, pode pensar em um artigo ou um formato de entrevista para rádio.

Vale lembrar que essa forma de monitoramento tem outra vantagem: a possível descoberta de novos veículos. Afinal, essa análise por temas ajuda a descobrir veículos alternativos e segmentados, uma boa maneira de ampliar o leque de possibilidades.

3. Monitoramento de concorrentes

A clipagem de concorrentes também é uma boa estratégia de assessoria. Ao saber onde o concorrente ou as empresas referências do segmento do cliente estão saindo e como estão se posicionamento na mídia, você terá a chance de mensurar de forma ainda mais focada os próximos passos do seu plano de divulgação.

Agora que te mostramos como você pode usar a clipagem como estratégia de assessoria, essa é uma boa hora para lembrar as vantagens e desvantagens de usar uma clipadora ou realizar clipagem manual. Se tiver alguma pergunta, deixe nos comentários!
Diagnóstico: Está na hora de melhorar o monitoramento de notícias na sua agência?

Diagnóstico: Preciso melhorar o meu monitoramento de notícias?