Como montar um case de assessoria de imprensa?

case de assessoria de imprensa

Case de assessoria de imprensa, como o nome mesmo diz, é uma história de sucesso de algum cliente da agência. É uma forma de demonstrar que a equipe de assessoria de imprensa conseguiu atingir resultados acima do esperado por meio das ações de comunicação. Isso significa um ganho tanto para o cliente, que teve mais visibilidade, quanto para a agência que o divulgou.

Novos clientes querem ver resultados devidamente mensurados. Essa vitrine, com case de assessoria de imprensa, pode atrair mais oportunidades para a agência de comunicação, além de manter clientes de assessoria de imprensa

Agora, como fazer para montar um case de comunicação? Separamos, passo a passo, o que não pode faltar em uma história de sucesso na área:

Case de assessoria de imprensa: passo a passo

1. Planejamento

Engana-se quem acha que na comunicação tudo é feito de última hora. Há muito planejamento para que o projeto dê certo e alcance seus objetivos. Para ter um case de assessoria de imprensa, primeiro é necessário realizar o planejamento estratégico de comunicação  junto ao cliente.

É nesse momento que são definidas as metas e os objetivos que nortearão o plano de ações e todo o trabalho do assessor de imprensa.

2. Definição do plano de ação

O plano de ações define quais serão as orientações para atingir as metas esperadas.  Releases e sugestões de notas para colunistas são apenas algumas das ferramentas de relacionamento com a mídia.

O universo de possibilidades é muito maior! Às vezes, os números são realmente extraordinários e vêm de ações diferentes. Explorar as redes sociais, artigos em veículos especializados e sugestões de pautas para canais mais especializados e não tão tradicionais podem alavancar os resultados do seu projeto. Isso tudo, porém, deve ser analisado e aprovado junto ao cliente.

3. Pesquisa prévia sobre o tema na mídia

O assessor de imprensa deve ter conhecimento do mercado no qual o seu cliente está inserido e pesquisar assuntos relacionados ao setor dele na mídia. Vale a pena vasculhar veículos de informação especializados na área para saber o que está sendo aproveitado pela imprensa e o que não está sendo abordado.

Com isso, novas pautas e diferentes angulações podem ser descobertas e trabalhadas. Outra coisa importante é conhecer de verdade o cliente. Entender o que ele faz e os seus diferenciais ajudam na criação de pautas criativas e inovadoras.

4. Escolha dos principais veículos para divulgação

Não basta definir os planos de ações no case de assessoria de imprensa. O planejamento precisa conter os veículos que serão abordados para a divulgação dos materiais. Elencar os principais jornais, revistas, programas de TV, rádio e portais por ordem de prioridade também é interessante. Caso o veículo que está no topo da lista de divulgação não faça a matéria, você já tem os próximos canais para contatar.

Isso deve ser listado com o cliente, assim como todo o planejamento. Mas não esqueça dos canais segmentados. Por mais importante que seja emplacar o cliente em grandes veículos nacionais, é importante divulgá-lo naqueles meios que são acompanhados pelo seu público e concorrência.

Nem sempre isso é valorizado em termos de resultado para o assessor, mas pode ser de grande valia para o assessorado e fundamental para a satisfação do cliente.

5. Contato com jornalistas

A partir dessa pesquisa prévia de canais, veículos e temas, é a hora de começar o contato com os jornalistas e produtores. Nem sempre o e-mail é suficiente. São os contatos telefônicos que salvam o assessor de imprensa nesta hora. Isso precisa ficar devidamente anotado para ser, posteriormente, inserido no case.

6. Compilado de dados de clipagem anteriores

Para poder encontrar resultados acima do esperado e  tornar o projeto um case de assessoria de imprensa, o assessor precisa analisar os resultados de trabalhos anteriores. Com esses dados em mãos, é possível ver a diferença na divulgação. O que melhorou em relação aos outros trabalhos do cliente? Qual o diferencial nos resultados?

7. Mensuração dos resultados

Com os dados anteriores e os novos, o assessor de imprensa faz o contraponto e consegue responder as perguntas acima. Aqui entram os indicadores de resultado em agências: quantidade de divulgação, número de visualizações e audiência dos canais, compartilhamento e demais dados de redes sociais contam para a mensuração e apresentação do resultado. Sem isso, não há um case de assessoria de imprensa.

8. Análise do cliente e finalização do case

Depois de entregar o relatório de assessoria de imprensa ao cliente e aprovar com ele o trabalho de comunicação, é a vez de montar o case. Tudo que foi mencionado aqui e os desafios na produção devem estar presentes no material.  

De forma geral, poucas assessorias de imprensa elaboram cases dos trabalhos desenvolvidos. A assessoria da Ericsson, por exemplo, foi uma das que montou e divulgou o projeto e os resultados obtidos.

E você? Já criou e divulgou o trabalho realizado para o seu cliente? Como foi a repercussão? Comente!

ebook2-call-to-action