Empreendedorismo em comunicação é cheio de desafios

empreendedorismo em comunicação

Um dos objetivo do Blog do Assessor de Imprensa é trazer histórias inspiradoras e experiências que deram certo de profissionais de todo o Brasil. Hoje iniciamos contando a história da Camila Conte, uma Relações Públicas  que decidiu investir em empreendedorismo em comunicação quando a oportunidade surgiu. Leia o depoimento completo abaixo!

Saiba como comecei minha carreira em empreendedorismo em comunicação

… numa agência focada em Assessoria de Imprensa e, desde o inicio, soube que queria empreender no futuro. Foram 11 anos trabalhando na área de comunicação como funcionária e, durante este período, fui poupando para poder começar meu próprio negócio.

Em 2015, saí de licença-maternidade de uma multinacional onde tinha um cargo de Gerência. Depois do período da licença e após muito estudo do cenário, decidi que aquela era a hora exata de unir o útil ao agradável (poder fazer meu horário, por exemplo, e ficar mais perto da minha filha) e pedi meu desligamento para começar minha própria agência.

Tirei os primeiros meses para estruturar o negócio: montar um website, materiais de divulgação, fechar o plano de negócios. Em janeiro de 2016, finalmente abri as portas da Workcomm. Um dos principais desafios nesse início foi se adequar novamente a uma estrutura de pequeno porte, ou seja, ter de ser multitarefas, lidar com imprevistos etc.

Ainda estou muito no inicio, mas a diferença na rotina é bastante notória. Quando se trabalha por conta, não se tem mais hora para começar e para terminar: toda hora é hora, todo dia é dia e toda oportunidade precisa ser avaliada com cuidado. Os rendimentos também devem ser administrados, afinal, é preciso investir no negócio. Nesse momento é preciso sempre pensar em custo e benefício, buscando as melhores oportunidades com melhores preços.

Para um profissional que está pensando em se lançar sozinho no mercado, digo, primeiramente, para trabalhar em home office, empreendedorismo em comunicação não é tão fácil, porque é um serviço que leva tempo para dar retorno e precisa de conhecimento de quem contrata. Mas as mídias sociais têm ajudado muito o setor e isso tem sido um diferencial na prospecção.

Sobre o mercado

Sinto que o mercado de comunicação é muito promissor, especialmente nos dias de hoje. Trabalho todos os dias para que a agência dê certo e eu possa criar empregos em breve.

Não foi uma decisão fácil, mas hoje considero que foi a melhor decisão que eu podia ter tomado. Incentivo que você, com uma trajetória parecida com a minha, também avalie tudo com cuidado e se for possível dê o seu primeiro passo para empreender!

Camila Conte, Diretora de PR & Content Marketing da  Workcomm.

monitorar-veiculos-comunicacao