Conheça 5 formatos de sugestão de pauta para potencializar a assessoria de imprensa

sugestão de pauta

Provavelmente o termo sugestão de pauta faz parte da sua rotina em assessoria de imprensa. O problema é que ainda há muita confusão e ruídos sobre esse tipo de estratégia, o que compromete os resultados do planejamento de comunicação do assessor com a equipe. 

Entender isso não é muito difícil. Se você fez faculdade de jornalismo, deve ter noção de que sugestão de pauta, para esses profissionais da comunicação, tem muito a ver com propostas relevantes (com informações completas e ideias de fontes) para convencer o editor do veículo de comunicação de que é importante transformar esse esboço em uma matéria. 

Leia também: 

>> Planejamento de comunicação estratégico: quais são os principais desafios?
>> Estratégias de comunicação: como ser mais certeiro em suas ações 

No entanto, no mundo da assessoria, sugerir uma pauta significa convencer um jornalista de que a ideia oferecida (e que está relacionada ao assessorado) é relevante para o público. E você sabia que essa sugestão não precisa ser em formato de release? Para ser mais atrativa, a pauta pode ser elaborada de diferentes maneiras, com diversas estruturas. 

Como potencializar a sugestão de pauta 

A primeira consideração que deve vir à sua mente quando falamos em sugestão de pauta é a seguinte: seu cliente não é o centro do universo. Sim, parece contraditório para uma assessoria de imprensa, mas não é. 

Sabemos que o assessor de imprensa deseja divulgar a imagem do cliente e conquistar bons resultados. Mas entenda que isso é assessoria, não jornalismo. 

O jornalismo trabalha com um critério que você nunca deve esquecer: relevância. Portanto, não pense que todos os assuntos do universo de seu cliente serão vistos com bons olhos pelos jornalistas. É preciso mostrar que o tema tem utilidade para o público leitor de determinado veículo. 

Por isso, mapeie os veículos jornalísticos antes de sair por aí sugerindo pautas que não tenham relação com a editoria escolhida. Isso evita desgaste na sua imagem profissional e otimiza sua rotina. 

Outro ponto fundamental para produzir boas pautas é saber que seu texto não pode ser apenas mais um release na caixa de e-mails lotada dos jornalistas. Você precisa elaborar uma notícia. Sim, vai dar mais trabalho, mas vai trazer resultados positivos.

Elaborar uma notícia (com contextualização, fontes, dados, uso da estrutura de pirâmide invertida) vai chamar muito mais a atenção do jornalista, que vai perceber que seu intuito vai além de divulgar seu cliente. 

Ao utilizar essas técnicas, você vai potencializar a produção de sugestões de pauta. Mas ainda precisamos destacar o ponto principal desse artigo: os formatos das pautas. Isso é essencial para a conquista de bons resultados. 

5 formatos de pauta para assessoria de imprensa 

Se você é um assessor de imprensa que sempre se mantém atualizado, deve saber que existem diversos formatos para divulgar uma ideia de pauta. O importante, aqui, é que você entenda que cada tipo deve ser utilizado no momento certo. 

Existem casos em que uma pauta estruturada como artigo, por exemplo, pode ser mais eficaz do que um release padrão. Por isso, separamos os 5 formatos de sugestão de pauta mais importantes para a assessoria de imprensa, com o intuito de facilitar a sua rotina e potencializar a sua conquista de resultados. 

1. Pauta para evento 

Quando você elabora uma ideia de pauta factual, é importante mandar um aviso (e um lembrete na véspera) para o jornalista conseguir se programar.

Não adianta você querer enviar esse tipo de pauta muito tempo antes (e achar que, por fazer isso, está à frente dos concorrentes). A vida é feita de imprevistos. Você precisa saber lidar com isso.

Por outro lado, também não deixe para avisar na última hora (o profissional vai ser pego de surpresa e vai deixar a sua pauta de lado).

Esse lembrete que você deve enviar para o jornalista, dependendo da natureza da ocasião, pode ser elaborado na estrutura de um convite. Um exemplo é um evento patrocinado pelo assessorado. Por que não elaborar uma pauta convidando o profissional para cobrir o acontecimento? 

2. Sugestão de pauta de contexto 

Uma dica que deve ser levada para sempre é: mantenha-se informado. Leia jornais, revistas e blogs. O assessor precisa estar atento a tudo o que está acontecendo no mundo dos seus clientes. Só assim será possível pensar em uma pauta que se encaixe em algum contexto (político, econômico, social ou cultural). 

Nesse modelo de pauta, é interessante não apenas sugerir seu cliente como fonte, mas também especialistas isentos para comentar o assunto. Afinal, você está sugerindo uma ideia para ser publicada em um veículo noticioso. 

Preste atenção no que está em alta no momento. Manter-se atualizado às novidades do nicho de mercado do seu cliente é imprescindível para elaborar uma sugestão de pauta relevante para os jornalistas. 

Confira mais sobre monitoramento em:
>> Monitoramento: por que fazer o clipping de lançamentos?
>> Monitoramento de dados: do clipping às plataformas de inteligência

3. Pautas não-factuais 

Pautas sem gancho com algum contexto atual (as conhecidas pautas frias no jornalismo) devem seguir abordagens específicas e apresentar alguma “novidade” relacionada ao cliente. 

Em casos assim, um release em formato de notícia é bem aceito. Lembre-se de facilitar a vida do profissional, estruturando o texto no formato de notícia (lide e pirâmide invertida, por exemplo). 

4. Sugestão de pauta visual 

Se você estiver elaborando uma pauta que envolva apelo visual, você pode (e deve) pensar em uma sugestão que seja diferencial. Pode ser material audiovisual, fotos ou até mesmo um infográfico. 

Se estiver sugerindo pauta para matérias televisivas, por exemplo, pense nas imagens que podem ser geradas. Lembre-se que você precisa vender “seu peixe”. Por isso, quanto mais detalhes relevantes fornecer, mais fácil ficará para o repórter visualizar a matéria. 

Algumas pautas simplesmente não são aceitas porque o assessor não soube apresentar da maneira correta. Para convencer um jornalista, você precisa acreditar que a sugestão irá acrescentar de alguma forma. Esse resultado deve ser positivo para o jornalismo, para o seu cliente e para o público final. 

5. Sugestão de artigo 

Bons artigos, muitas vezes, valem muito para a imagem da empresa. Por isso, fique atento para alguns casos em que é mais necessário elaborar um artigo de opinião do que investir tempo em um release. 

Para esse tipo de formato, você pode pensar se há um tema em alta que seu cliente seja referência. Assim, além de ajudar a melhorar a imagem da marca diante do público, o texto ainda permite que o nome da empresa seja citado na assinatura. 

Em resumo, uma sugestão de pauta pode ser uma ferramenta-chave em um processo de decisão da publicação (ou não) do conteúdo. Por isso, é fundamental caprichar na estratégia e na execução. 

No entanto, com o mundo digital, não basta apenas enviar sugestões de pauta para jornalistas. É preciso pensar em outras estratégias para divulgar  e cuidar da imagem do cliente. Por isso, baixe nosso e-book 8 passos para uma estratégia de sucesso